A aliados, Wagner diz que não esperava derrota no STF e nem pedido de prisão contra Lula


O ex-governador da Bahia Jaques Wagner (PT) não foi a São Bernardo do Campo se despedir de Lula.

De acordo com a Coluna do Estadão, a interlocutores, o ex-ministro disse que, como não esperava a derrota no Supremo Tribunal Federal (STF) nem que Sérgio Moro decretasse a prisão de Lula com tanta rapidez, programou eventos no interior da Bahia e não teve como cancelar.

Wagner é um dos cotados como plano B do PT caso Lula não pudesse ser candidato. Após virar alvo da Operação Lava Jato, no entanto, seu nome perdeu força.