Neto realiza última reunião antes de tomar a decisão quanto a eleição de outubro


O prefeito ACM Neto (DEM) se reúne com os deputados estaduais da bancada de oposição ao governo Rui Costa (PT) nesta terça (13). A pauta declarada pelos parlamentares será a atuação no legislativo após a mudança na liderança da Minoria na Casa. as discussões estarão direcionadas para o processo decisório de Neto quanto à eleição.



Para alguns dos aliados não restam dúvidas sobre a candidatura do jovem prefeito. Para outros, a decisão ainda não foi tomada. Se o líder do projeto da oposição optar por não disputar o pleito ao governo a unidade ficará comprometida e será um “salve-se quem puder”, contudo, a maioria dos deputados ouvidos sacramenta a postulação.



Quando ele anunciar, vai incendiar o grupo e vamos ganhar a eleição. Neto já conversou com a bancada federal e com os vereadores da base aliada em Salvador. Nos dois encontros analisou o cenário e pediu paciência para os “parceiros” para que possa tomar a decisão de “cabeça fria” e com tranquilidade. No entanto, não há águas calmas para se navegar em um ambiente político dividido em todos os planos segundo informações do Bocão News.


A sensação é de que se o prefeito não for, o projeto tende a naufragar e Rui Costa, inevitavelmente, será reeleito. Ao assumir a presidência nacional do DEM, na última quinta-feira (8), Neto declarou que resolve a questão internamente nesta semana, mas que só anunciará por volta do dia 7 de abril. O caminho, segundo ele, após decidido será conversar com os parceiros de projeto para anunciar intramuros e depois falar para fora.



Neste sentido, a conversa com os deputados estaduais pode ser a primeira de uma série (mesmo já tendo feito com as outras bancadas). O líder da oposição, Luciano Ribeiro (DEM), em conversa com o BNews afirmou que a “audiência” foi pedida por ele para conversar sobre a AL-BA. Negou que haja perspectiva de anúncio neste encontro.



De fato, como confidenciou um parlamentar, Neto não abrirá a decisão para um grupo pois sabe que por mais confiáveis que seja vale a máxima de João Carlos e Jocafi que sentencia: não conte a dois amigos se quiser guardar. Na casa das apostas, o pagamento maior vai para quem deposita a “fé” na não candidatura. Para que não haja confusão, isso significa que entre os aliados do prefeito a maioria acredita e torce para que seja confirmada a postulação.



Pesquisa

Não podendo divulgar pesquisas neste momento sob pena de atentar contra legislação, Neto não comenta o levantamento interno realizado nas últimas semanas. O problema é que esta já caiu na “boca do povo”. Os próprios defensores da candidatura do prefeito afirmam que o método foi equivocado. No apontamento ficou identificado que tanto Neto quanto Rui estão bem avaliados pela população e por esta razão os eleitores preferem que ambos terminem seus respectivos mandatos.



A diferença é que também foi identificado que há uma predisposição a “dar a Rui” o direito à reeleição. Embora pesquisa não tenha a credibilidade desejada na Bahia, o impacto no processo de decisão de Neto foi sentido. Não que este seja definitivo ou exclusivamente determinante, mas também não deixou de ser avaliado pelo prefeito.



A expectativa é que os deputados sejam procurados tão logo a reunião aconteça e sabendo disso o discurso será ensaiado à exaustão. A decisão mesmo, só será tornada pública quando Neto desejar. Até lá, alguns dirão que sim e outros que não.



Imprensa e população vão se engalfinhar em busca de análise de discurso e em verdade nenhuma delas terá correspondência com a realidade objetiva. O fato é que a definição será anunciada pelo protagonista e enquanto não for, nenhuma informação será dada sem o intuito de testar impacto e criar cenário que antecede o ato principal deste campo político.