Rui acusa Temer de perseguir Nordeste: 'Essa gente está paralisando o Brasil'



O governador Rui Costa começou o programa "Papo Correria" com discurso inflamado contra o governo federal. O motivo foi a decisão de fechar a Fábrica de Fertilizantes Nitrogenados na Bahia e em Sergipe, eliminando 2 mil postos de trabalho, segundo Rui que prometeu procurar o governador sergipano Jackson Barreto para juntos recorrer da decisão.



Rui também convocou a bancada baiana no Legislativo, entre deputados e senadores, para dar voz ao fechamento da indústria. "Não é só o povo brasleiro que vai sofrer. É também a produção de alimentos e agricultura. Não conheço nação do mundo que produza alimentos e abra mão da produção de fertilizantes, tão essencial para produção em larga escala", criticou.



O petista acusou a gestão do presidente Michel Temer e aliados de perseguir o Nordeste. "Não consigo entender por que os atuais ocupantes do governo federal, seus aliados nos estados, odeiam tanto o Nordeste, querem maltratar tanto o povo nordestino, aumentando desemprego, quebrando cadeias produtivas no Nordeste do Brasil", disse o governador. Rui criticou o governo federal por "desmontar" a Petrobras, a indústria da construção civil e do setor naval.