Em lançamento de Dilma ao Senado, carta de Lula diz que Aécio fez 'escondidinho de tucano'


O PT confirmou, neste domingo (5), as candidaturas do governador Fernando Pimentel à reeleição e da ex-presidente Dilma ao Senado em convenção do partido na periferia de Belo Horizonte. Durante o evento, foi lida uma carta de Luiz Inácio Lula da Silva em que o ex-presidente ataca Aécio Neves (PSDB) segundo informações do jornal Folha.

Na carta, Lula afirmou que ao desistir de ser candidato ao Senado, Aécio criou uma receita indigesta e fora da gastronomia mineira: o "escondidinho de tucano". "O povo mineiro não vai engolir essa receita indigesta nem para presidente, nem para governador, nem para o Senado, nem para deputado federal", escreveu Lula.

"Não é por outra razão que o candidato deles, aquele que não aceitou a derrota em 2014 e acendeu o pavio desse golpe que trouxe de volta a miséria, a fome e a mortalidade infantil, achou mais prudente tirar o time de campo para não enfrentar nossa presidenta outra vez nas urnas", completou o petista. Nas pesquisas do estado, enquanto Dilma Rousseff lidera, Pimentel aparece atrás de Antonio Anastasia (PSDB) na disputa pelo governo.