Pesquisa para governador e senador da Bahia deve ser divulgada no próximo dia 21


Cenário eleitoral na Bahia deverá conhecer uma nova pesquisa a partir do dia 21 deste mês de agosto. O último levantamento para aferição das intenções de voto na corrida pelo governo da Bahia foi divulgado em 29 de maio e apontava vitória de Rui Costa ainda no primeiro turno. O estudo a ser divulgado na próxima semana será feito pela empresa Real Time Big Data Gestão de Dados.

O estudo foi um pedido do próprio grupo, conforme consta no site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). A empresa, que foi fundada em março deste ano, fará 1200 entrevistas nesta quinta (16) e sexta-feira (17). O estudo foi registrado na Justiça Eleitoral nesta quarta-feira (15) sob o número BA-05351/2018.

De acordo com o questionário elaborado pela companhia, a pesquisa terá cenário espontâneo, em que o eleitor será perguntado sobre quem será o seu candidato para governador. O primeiro cenário estimulado, em que os nomes são apresentados pelo entrevistador, são colocados apenas os nomes de Rui Costa (PT), Marcos Mendes (Psol), Zé Ronaldo (DEM), João Henrique (PRTB) e Célia Sacramento (Rede). Neste caso, são excluídos João Santana (MDB) e Orlando Andrade (PCO).

Em outro recorte, o eleitorado será instigado a responder em quem votaria em caso de segundo turno. Nesta situação, os nomes apresentados para eventual segundo turno são Rui Costa e Zé Ronaldo. Na análise das intenções de votos, a empresa perguntará também qual a preferência do eleitor para o Senado. Neste cenário, são apresentados como candidatos:

Angelo Coronel (PSD), Celsinho Cotrim (PRTB), Fábio Nogueira (PSOL), Irmão Lázaro (PSC), Jaques Wagner (PT), Jorge Vianna (MDB), José Francisco (Rede), Jutahy Júnior (PSDB), Marcos Maurício (DC). Embora o registro junto ao TSE tenha sido para pesquisa de intenção de voto, o questionário também aponta perguntas sobre avaliação do governo do estado da Bahia. Há também pergunta para o eleitor sobre a religião e a ocupação. Ao final do questionário, há espaço reservado para preenchimento de dados do eleitor como telefone e nome do entrevistado.