Supremo discute se eleitores que tiveram título cancelado poderão votar


O STF (Supremo Tribunal Federal) julga nesta quarta-feira (26) uma ação que pede a reversão do cancelamento dos títulos de eleitores que não compareceram à revisão feita pela Justiça Eleitoral entre 2016 e 2018. Um dos procedimentos feitos na revisão é o cadastramento biométrico. 
Conforme dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), 5,6 milhões de eleitores faltaram à revisão eleitoral, realizada periodicamente pela Justiça. Ainda de acordo com o órgão, o número de pessoas que tiveram os títulos cancelados e não poderão votar nas eleições deste ano chega a 3,4 milhões. Mais da metade (54%) dos cancelamentos foi em estados das regiões Norte e Nordeste do país. 
A ação que será julgada pelo STF foi ajuizada na semana passada pelo PSB, que sustentou que o cancelamento de títulos por falta de cadastramento biométrico é inconstitucional porque fere o direito ao voto e penaliza sobretudo os eleitores mais pobres.Foto reprodução EBC. Matéria, Bahia Noticias.