ACM Neto reúne Democratas nesta próxima segunda-feira para definir 2º turno


O prefeito ACM Neto revelou neste domingo que vai a Brasília na segunda-feira (8) reunir o Democratas para tratar do posicionamento da legenda no segundo turno das eleições presidenciais. "Vamos ouvir o partido e avaliar se tomaremos uma posição partidária ou se vamos liberar cada liderança para tomar sua decisão. Eu não ficarei em cima do muro. Só não vou antecipar minha posição pois tenho de ouvir o partido antes", afirmou Neto, que é presidente nacional do Democratas.
O prefeito comentou também o desempenho do Democratas. “Devemos eleger quatro governadores, dois no primeiro turno. Também vamos fazer uma bancada de cinco ou seis senadores e 35 ou 40 deputados federais. Se analisarmos as últimas eleições, o Democratas será o partido com o maior crescimento”, afirmou. Os dois governadores no primeiro turno a que Neto se refere já estão confirmados: Ronaldo Caiado, em Goiás, e Mauro Mendes, no Mato Grosso.

Neto votou neste domingo (7), após duas horas e quinze minutos de espera. A demora se deveu a problemas no sistema de biometria e ao fato de terem reunido duas seções em uma única urna de votação no local onde o prefeito votou, na Faculdade de Administração da Ufba, no Vale do Canela. ACM Neto afirmou ainda que a Justiça Eleitoral terá que avaliar os problemas desta eleição que resultaram em grandes filas.

"Espero que o eleitor não deixe de votar por conta das filas. É preciso votar livremente e exercer o direito democrático para que possamos de fato construir um país melhor", comentou. Acompanhado dos candidatos Zé Ronaldo e Jutahy Magalhães Júnior, Neto fez questão de afirmar que não acredita em manipulação de votos e que mais forte que as pesquisas serão os resultados das urnas. "Essa foi uma eleição atípica onde a disputa esteve menos nas ruas. Hoje, a festa é da democracia", pontuou o prefeito, que contou com a companhia do pai, Antonio Carlos Júnior, e das duas filhas. Informações do Correio da Bahia