Bolsonaro afirma que tentará 'aparar' universidades e critica centros acadêmicos



O presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) afirmou que tentará "aparar" as universidades, em uma crítica ao estado dos centros acadêmicos. Na mesma transmissão, ele também criticou o Enem e afirmou que quer ver a prova antes de sua próxima aplicação, no ano que vem.
Bolsonaro fez um pronunciamento ao vivo em sua página no Facebook. “As universidades aqui, pelo amor de Deus, uma parte considerável delas é dinheiro jogado fora. Olha o centro acadêmico, é tanta besteira que a gente vê, tem que ir à UnB em Brasília, fui lá em Santa Catarina, o cara... maconha, era camisinha, preservativo no chão, cachaça na geladeira, tudo pichado, parecia um ninho de rato”, criticou. 
Bolsonaro afirmou que mudar este cenário será "difícil". “Vamos querer aparar as universidades, (vão) me chamar de homofóbico, fascista, ditador... A gente vai tentar mudar isso aí, porque o brasileiro, a maioria do brasileiro que votou em mim, não quer mais isso e ponto final. Eu também não quero isso”, contou.Bahia Noticias.