Moro diz que não assumirá cargo na equipe de transição de Bolsonaro


Na semana passada, o presidente eleito havia afirmado que o magistrado iria participar dos trabalhos de transição

[Moro diz que não assumirá cargo na equipe de transição de Bolsonaro]
Foto : Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil
Por Marina Hortélio no dia 07 de Novembro de 2018 ⋅ 14:40
Futuro ministro da Justiça no governo Bolsonaro, Sergio Moro disse hoje (7), ao desembarcar em Brasília, que não vai assumir um posto na equipe de transição de governo, pois ainda não deixou o cargo de juiz. O antigo juiz da Lava Jato foi para a capital federal para participar de reuniões com integrantes da gestão que se inicia em janeiro.
Moro explicou que ele deve pedir exoneração antes de ser nomeado. "Não tem como assumir sem estar exonerado", respondeu. Na semana passada, o presidente eleito havia afirmado que o magistrado iria participar dos trabalhos de transição. 
Para aceitar o convite para comandar a pasta da Justiça a partir de janeiro, Moro se afastou dos processos que conduzia na 13ª Vara Criminal Federal de Curitiba. Entretanto, ele segue formalmente como magistrado, pois ainda não pediu exoneração do cargo, apenas está de férias.