MP-BA quer que governo atue para garantir liberdade ideológica em escolas e universidades


A ação cita ainda uma suposta ameaça da estupro ocorrida na Universidade Federal da Bahia

[MP-BA quer que governo atue para garantir liberdade ideológica em escolas e universidades ]
Foto : Divulgação
Por Alexandre Galvão / Rodrigo Daniel Silva no dia 07 de Novembro de 2018 ⋅ 14:49
O Ministério Público da Bahia (MP-BA) recomendou que o Governo da Bahia, através da Secretaria de Educação, trabalhe para coibir intimidações e ameças a professores e alunos motivadas por divergências políticas/ideológicas. 
De acordo com o documento, assinado pelo procurador regional dos Direitos do Cidadão, Gabriel Pimenta Aves, e pela promotora de Justiça Márcia Regina Ribeiro Teixeira, a manifestação foi motivada por notícias da imprensa. 
A primeira delas publicada no Bahia Notícias. A matéria traz a deputada federal eleita Dayane Pimentel (PSL) dizendo que "Bolsonaro vai ser o grande fiscalizados cuidando da agenda cultural e intelectual. Essa apologia à ideologia de gênero e doutrinação escolar por meio dos direito humanos terá fiscalização". 
A ação cita ainda uma suposta ameaça da estupro ocorrida na Universidade Federal da Bahia.