Rui Costa promoverá "Interpelação contra difusão de mentiras"


O governador do estado Rui Costa reafirmou que não haverá parcelamento ou atraso para os servidores públicos do Estado, como foi veiculado por um site, que, segundo o governador, seria ligado a um deputado estadual da oposição.
– Eu vou, inclusive, fazer interpelação do site, porque as pessoas não podem difundir mentiras, calúnias e ficar impunes – reclamou.
Para Rui, a multiplicação da informação errada prejudica a credibilidade geral.
– Alguém publica e o outro se sente na obrigação de reproduzir e acaba em segundos todo mundo reproduzindo uma notícia que surgiu em um site, um blog, que ninguém nunca ouviu falar, e todo mundo publica a mesma notícia falsa – apontou ele.
Saúde sem Partido
Ainda ontem, pelo Twitter, o governador deu pitacos sobre a situação da saída de médicos cubanos do programa Mais Médicos.
– O pedido é que tenhamos médicos – disse Rui, indicando que ficará muito contente se os brasileiros ocuparem todas as vagas. Mas alertou que, se houver lacunas, deseja dialogar com o governo federal para que os estados possam fazer convênios com países que queiram o intercâmbio desses profissionais. Ele afirmou ainda que quer “saúde sem partido”, em alusão ao polêmico projeto de lei conhecido como Escola sem Partido, que tem causado polêmica.
Revogação imediata
A decisão da Secretaria da Educação sobre encerrar o turno integral para alunos de 4 e 5 anos já matriculados na rede pública foi revogada ontem por determinação do prefeito ACM Neto. A regra só vai valer para novos alunos que ingressem a partir de 2019. Nada muda para os já matriculados.