Médium acusado de mortes fez cirurgia em testículos sem anestesia, diz ex-paciente


Suspeito atendia mais de 500 pessoas por dia e cobrava pelos atendimentos

(Foto: reprodução/TV Globo)
Redação VNredacao@varelanoticias.com.br
O médium Antônio Miguel Rodrigues, de 53 anos, que está sendo investigado por quatro assassinatos em cirurgias espirituais teria realizado um procedimento nos testículos de um homem sem o uso de anestesia. Em depoimento, o aposentado Mário Joaci Pereira Rocha, de 71 anos, afirmou que fez uma cirurgia para a retirada de líquido dos órgãos. As informações são do Estadão.
“Os relatos eram de que ele fazia cirurgia espiritual, mas na hora lá ele enfiou oito agulhas nos meus testículos. (…) A primeira furada foi uma dor horrível, depois veio a segunda, maior ainda, e da terceira em diante fiquei anestesiado de tanta dor. Nunca senti tanta dor na vida”, afirmou. O caso pode ser tipificado como lesão corporal.
Ainda segundo a vítima, ele dividiu a sala de cirurgia com outras 20 pessoas, que teriam sido operadas na mesma hora que ele. “Ele mexia em um, depois outro. Ia passando e a gente vendo aquilo, assustado”, disse.
Além de dois casos de morte na Bahia, o suspeito está sendo investigado pelo óbito de uma mulher em Aparecida de Goiânia, no entanto, ele ainda não foi ouvido sobre esse caso. As investigações apontam que, apesar de viver em Goiás, Antônio realizava atendimentos ao menos uma vez por mês em Barreiras, interior da Bahia.
Ele atendia mais de 500 pessoas por dia e cobrava pelos atendimentos. Segundo investigação, ele utilizava um objeto perfurocortante, semelhante a um bisturi. Uma das vítimas teria tomado um remédio manipulado por ele dias depois de ter tido o abdômen perfurado, e passado mal. Ela morreu com uma infecção generalizada um mês depois do procedimento.

Nenhum comentário