Hospital da Mulher acolhe novos alunos do Programa de Residência Médica em Ginecologia


O Hospital da Mulher deu as boas-vindas, na noite desta quarta-feira (24), aos novos alunos da Residência Médica em Ginecologia da unidade. O programa é uma pós-graduação destinada a médicos para formação de especialistas, com objetivo de consolidar conhecimentos teóricos, técnicos e práticos.
Na residência será possível aprimorar conhecimentos como os relativos à anatomia e fisiologia feminina, diagnosticar patologias ginecológicas, coletar e avaliar corretamente os resultados de exames para prevenção do câncer de colo uterino, assim como valorizar a propedêutica clínica ginecológica.
Para o coordenador do Serviço de Ginecologia da unidade, José Carlos Monteiro, acolher mais de vinte novos residentes em Ginecologia representa um grande passo para o fortalecimento do núcleo de Ensino e Pesquisa. “O HM tem apenas dois anos e, além de ser o melhor e um dos maiores hospitais especializados na saúde feminina do Brasil, agora se torna o hospital com a maior e melhor residência”, assegurou.
O programa contará com atividades teóricas e práticas previamente definidas em escala anual. Ao todo, a residência terá a duração de três anos, com atividades em Ginecologia no Hospital da Mulher e atividades em Obstetrícia no Hospital Geral Roberto Santos (HGRS). 
Conforme a subsecretária da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), Tereza Cristina Paim, o compartilhamento da residência é uma oportunidade única e reflete benefícios para toda a população feminina. “A gente só tem a desejar que eles aproveitem, porque esta é uma grande oportunidade, na qual o residente conhece duas unidades e compartilha saberes com os próprios preceptores”, pontuou.  “Estes serão os próximos médicos a fazerem a composição da Sesab, principalmente descentralizando esse saber, desregionalizando, indo para os municípios e fazendo com que tudo que eles aprenderam aqui a gente possa e consiga multiplicar em outros lugares”, afirmou.
O médico e residente Luís Adelmo acredita que todo residente de ginecologia e obstetrícia aspira um curso de ginecologia que atenda à demanda da sociedade. “E eu acho que o Hospital da Mulher veio com esse objetivo, então para gente é uma honra poder fazer parte deste grupo. A expectativa é a melhor possível, é de muito aprendizado”, concluiu.
Residência em Mastologia
O Hospital da Mulher já conta, desde março do ano passado, com o Programa de Residência Médica em Mastologia. Credenciado ao Ministério da Educação (MEC), aos Conselhos Nacional e Regional de Medicina e respaldado pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesab), o programa oferece estrutura física moderna, parque tecnológico e equipe multiprofissional especializada no diagnóstico e tratamento do câncer de mama.
“Com a chegada dos residentes, temos a segurança em saber que o hospital dá um passo fundamental no campo do ensino e que ainda aprimoraremos as nossas práticas, pautando todas elas em condutas cientificamente reconhecidas”, afirmou o coordenador da Mastologia e Ensino e Pesquisa, André Dias. 

Nenhum comentário