Ministério da Educação baixa rigor com ensino à distância

A produção acadêmica não será mais exigida pelo Ministério da Educação na seleção de professores de pós-graduação na modalidade de ensino à distância.

No lugar disso, será examinada a produção intelectual dos professores, ou seja, ter livros publicados — o que é algo bem mais subjetivo do que critérios técnicos estabelecidos pelas universidades. A mudança na regra foi publicada na última sexta-feira (26) no Diário Oficial.Foto Sérgio Lima, Poder 360. Matéria, Metro 1

Nenhum comentário