Rui diz que greve nas universidades estaduais foi ‘partidarizada’


Ex-sindicalista, o petista disse que “nunca viu” uma greve começar antes mesmo da primeira rodada de negociação

[Rui diz que greve nas universidades estaduais foi ‘partidarizada’]
Foto : Tácio Moreira/Metropress
Por Alexandre Galvão e Juliana Almirante no dia 20 de Maio de 2019 ⋅ 08:50
O governador Rui Costa classificou a greve das universidades estaduais como “partidarizada”. Ex-sindicalista, Costa disse que “nunca viu” uma greve começar antes mesmo da primeira rodada de negociação. 
“A greve começou antes da primeira reunião. Fui sindicalista 15 anos. Nunca vi isso na minha vida. A condução não é para chegar a solução. A solução que querem encontrar é se firmar no movimento, está claro”, acusou, durante entrevista hoje (20), à Rádio Metrópole.
Rui disse ainda que “não adianta fazer card ofendendo”. “Isso não vai me fazer perder o equilíbrio”. “Quando veja que na Uefs [Universidade Estadual de Feira de Santana], se gasta o dobro de vigilância do que nas outras universidades. Só tem um campi. Gasta mais que Conquista, que tem três. Gastar o dobro com empresa de vigilâncias melhora educação? Isso pra mim é desperdício de dinheiro público”, classificou.
O petista sinalizou que deve nomear o reitor da Uefs. “O documento [que mandaram] não está de acordo com a lei. O MP respeita a lei, a Defensoria respeita, a Justiça respeita e o processo estava todo errado. Pedi que refizesse, em conformidade com a lei, com lista tríplice. Primeira vez na história que não se fez de acordo com a lei. Um governador não pode ser cúmplice de processo ilegal. Hoje devemos despachar [e nomear]”.

Nenhum comentário