Deputado ao rebater FHC: ‘Aquele que não foi melindrado apareceu para defender o juiz’


Foto: Max Haack / Ag. Haack / Bahia Notícias
Após o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB) defender a postura do ministro Sergio Moro no Senado, o deputado estadual Robinson Almeida (PT) usou o Twitter para rebater o tucano. Na avaliação do petista, a manifestação pública de FHC, dias após seu nome ser citado nas conversas reveladas pelo The Intercept Brasil, demonstra “vergonha e desfaçatez com o povo brasileiro”.
“Aquele que não foi melindrado apareceu para defender o juiz parcial, golpista e criminoso, seu aliado ideológico, que tanto mal faz ao Brasil e ao povo brasileiro com o desgoverno que ajudou a eleger encarcerando um inocente, o presidente Lula”, declarou o parlamentar em postagem na rede social na noite de sábado (22).
Almeida se refere à notícia de que, enquanto juiz responsável pelos processos da Operação Lava Jato, Moro criticou uma investigação do Ministério Público Federal (MPF) contra FHC por acreditar que isso “melindra alguém cujo apoio é importante”.
“Não fazem nem questão de disfarçar, não têm o menor pudor, nenhuma vergonha. A democracia foi ferida de morte pela ação golpista da lava jato, esse instrumento político concebido pelos EUA com objetivo de minar nossa soberania e se apropriar de nossas riquezas estratégicas”, complementou o deputado baiano.
Com a divulgação dessas conversas, o ex-juiz tem ressaltado que não pode confirmar a autenticidade do conteúdo, mas repete que não há nada demais no que tem sido exposto pelo site.
De toda forma, a investigação contra FHC, que é um defensor público da operação, não foi para a frente. Então, no sábado, o tucano voltou a defender o atual ministro da Justiça e Segurança Pública ao dizer que ele “se saiu bem” no debate com os senadores na última quarta-feira (19). Para FHC, na ocasião, “havia mais vontade de destruir e abalar a Lava Jato que de compreender”. Bahia Notícias

Nenhum comentário