Marepe, artista plástico natural de Santo Antônio de Jesus, ganha exposição individual em São Paulo

Santo Antônio de Jesus, no recôncavo baiano, conecta o sertão ao mar, tornando-se importante eixo por onde passam as mais diversas mercadorias, de materiais de construção a alimentos. Marcos Reis Peixoto, o Marepe, nascido do município, passou boa parte da vida observando esse fluxo constante de cargas e viajantes. E daí construiu sua linguagem artística, que, em geral, propõe novos usos a objetos ordinários. Agora, utilizando toda essa bagagem, ele ganha sua primeira grande exposição individual em São Paulo.
A mostra, batizada de Marepe: Estranhamento Comum, será inaugurada no próximo sábado e ficará em cartaz até o dia 28 de outubro, na Pinacoteca. Com curadoria de Pedro Nery, contará com um conjunto de 30 obras que evoca poeticamente a memória pessoal do artista, como Periquitos (acima), de 2005,que traz um movimento de escala e desproporção ao apresentar uma televisão agigantada, desestabilizando, assim, a convecção deste objeto tão familiar. A exposição conta com patrocínio do Credit Suisse e Engeform. Correio da Bahia
SERVIÇO
Marepe: estranhamente comum
Curadoria de Pedro Nery
Abertura: 27 de julho de 2019, sábado, às 11h
Visitação: 27 de julho a 28 de outubro de 2019
De quarta a segunda, das 10h às 17h30 – com permanência até as 18h
Pina Estação -Largo General Osório, 66, 4º andar – Luz
Gratuita todos os dias.

Nenhum comentário