SAJ: Coordenador do DPT diz que corpo de Damiana está em decomposição e só pode ser liberado depois de identificado

O Coordenador do Departamento de Polícia Técnica (DPT) comenta sobre os procedimentos para liberação do corpo de Maria Damiana, 55 anos, morta pelo companheiro em Santo Antônio de Jesus. Ao radialista Léo Valente, o coordenador Lino Oliveira explicou, na manhã desta quinta-feira (12), que o corpo está em decomposição não sendo possível recolher as digitais para identificação, “Há uma demanda em Salvador muito grande em relação a exames radiológicos, a nossa realidade é bem diferente, por isso que houve um pré-agendamento para que a gente levasse o corpo determinada hora para ser atendido. Vamos tentar identifica-la pela arcada dentária, se não for possível, terá que fazer exame de DNA que pode demorar meses”, disse. De acordo com ele, o pescoço da vítima tem algumas perfurações e só com exames para descobrir a causa, “O corpo tem que sair daqui identificado. Agora ele é do estado. Como foi envolvido em um processo criminal, vai precisar ser examinado detalhadamente porque cada coisa encontrada no corpo vai fazer parte do processo”, concluiu.MATERIA LEO VALENTE

Nenhum comentário