Assessoria confirma morte cerebral de Gugu Liberato após queda



A assessoria de imprensa de Augusto Liberato, conhecido como Gugu, confirmou a morte cerebral do apresentador na noite desta sexta-feira (22), por volta das 21h. A informação foi divulgada pelo Jornal Nacional.
Liberato sofreu um acidente doméstico em sua casa nos Estados Unidos. Gugu caiu de uma altura de quatro metros e sofreu uma forte pancada na cabeça. Ele estava no sótão, mexendo em um aparelho de ar-condicionado, quando o piso de gesso cedeu. De acordo com O Dia, ele estava com seus filhos João Augusto, de 17 anos, e as gêmeas Sofia e Marina, de 15 anos. Ele foi levado às pressas ao hospital mais próximo e internado em estado muito grave.
A informação foi confirmada ontem ao Bahia Notícias por um integrante da equipe do "Canta Comigo", programa que Gugu apresenta na Record. Segundo a fonte, a família esperava a análise de um terceiro médico de confiança para confirmar o diagnóstico. O apresentador Amaury Jr. já havia informado em seu perfil no Twitter que o quadro de Gugu era irreversível. 
A mãe do apresentador, Maria do Céu, de 90 anos, embarcou assim que soube do acidente para Orlando. Ela chegou à cidade norte-americana por volta de 16h desta quinta-feira (22). 
A assessoria de Gugu Liberato, contudo, informou que o apresentador estava vivo e internado na Unidade de Terapia Intensiva, sendo acompanhado pela equipe médica local.
Figura marcante na televisão brasileira, Gugu Liberato atuou no SBT em programas como “Viva a Noite”, “Sabadão”, além do “Domingo Legal”, este último comandado por ele durante 16 anos. Na Record, sua atual emissora, ele comandou o “Programa do Gugu”, “Gugu”, além dos realities “Power Couple Brasil” e “Canta Comigo”, que ainda tem dois episódios inéditos gravados.  
BOATO
No início do mês, Gugu foi alvo de fake news depois que o perfil do "Power Couple Brasil", programa que ele também apresentava na Record e que estava em período de gravação, publicou que ele havia morrido após um infarto. Na época, o próprio Gugu foi às redes sociais negar a informação. Bahia Notícias. 

Nenhum comentário