Soltura do ex-presidente Lula foi justa para a maioria dos brasileiros, diz Datafolha

Foto: Juca Varella / Agência Brasil
Para a maioria da população brasileira, a soltura do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) foi justa. Essa é a opinião de 54% das 2.948 pessoas entrevistadas pelo Instituto Datafolha nas últimas quinta (5) e sexta-feira (6). Mas o levantamento não mostrou grande diferença diante do grupo minoritário.

Para 42% dos entrevistados, a soltura foi injusta. Apenas 5% não souberam responder. O resultado é também inverso à pesquisa feita em julho, que mostrou que 54% das pessoas consideraram a condenação justa e outros 42% julgaram o contrário.

Com nível de confiança de 95%, o levantamento atual ouviu pessoas espalhadas em 176 municípios do país e possui margem de erro de dois pontos percentuais.

O ex-presidente deixou a Superintendência da Polícia Federal (PF) de Curitiba no dia 9 de novembro, após ter passado 19 meses no local, cumprindo pena pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso do triplex do Guarujá, em São Paulo. Lula sempre alegou inocência.

De volta à pesquisa, o Datafolha também perguntou aos entrevistados se eles confiam nas declarações do ex-presidente. As respostas indicaram que 37% dizem não confiar nunca, 36% dizem que às vezes confiam e outros 25% sempre confiam.

Quanto ao grau de confiança do atual presidente Jair Bolsonaro (sem partido), 43% disseram nunca confiar nele, 37% disseram que às vezes confiam e 19% afirmaram que confiam sempre.

Nenhum comentário