Tony vê letras contendo ‘mulheres’, são para ‘colocar a mulher aonde ela deve estar’, diz cantor em entrevista

Apostando em “Ela não quer guerra com ninguém” em 2020, o cantor Tony Salles do Parangolé ressaltou que falar sobre a mulher “é um ponto que é preciso falar, para colocar a mulher aonde ela deve estar”. O “Parango” sai em trio independente nesta sexta-feira (21). “Temos que passar a mensagem, mesmo não levantando a bandeira. Tenho mulheres em casa e o fato de falar de mulher é agradável com “Ela não quer guerra com ninguém”, comentou ao Bahia Notícias. Para Tony, o crescimento do pagode no carnaval de Salvador se deve muito aos “cabeças” que vem brigando com unhas e dentes. “Léo é o principal, Xandy. Em 2018 foi o “abaixa que é tiro”. Lutar pelo movimento, não é só Tony e o Parangolé”, disse. Vencedor da música do Carnaval 2019, com “Abaixa que é tiro”, Tony admitiu que sempre teve vontade de ganhar e “infelizmente, em minha luta, não consegui nas outras bandas”. “Quando veio foi para mim na verdade uma forma de reconhecimento. Se ganhar de novo saio agradecido, porém, a nossa vida continua do mesmo jeito”, projetou.Foto: Lucas Arraz / Bahia Notícias

Nenhum comentário