Bahia já montou comitê para padronizar uso da cloroquina, explica secretário Villas Boas

O secretário de Saúde da Bahia, Fabio Villas Boas, comentou a liberação do uso associado, mediante prescrição médica, dos medicamentos hidroxicloroquina e azitromicina para pacientes internados no Sistema Único de Saúde (SUS) com diagnóstico positivo para coronavírus (Covid-19) na Bahia. Segundo ele, “não se trata de recomendação, existe uma diferença muito grande entre a secretaria assumir postura de preconizar tratamento e disponibilizar tratamento que vem sendo solicitado por profissionais”. Durante transmissão online, em que esteve ao lado do governador Rui Costa (PT), no início desta tarde (9), Villas Boas informou que foi montado um comitê com o propósito de “padronizar rotinas de conduta e decidimos liberar a cloroquina e azitromicina para tratamento de paciente que necessitem internação hospitalar”. “O paciente que está grave a ponto de precisar internar, a gente entende grave não só aquele que precisa de entubação mecânica, mas aquele que esta com falta de ar, vai poder receber a medicação no hosital desde que o médico prescreva. Pacientes que já usam por terem lupus ou artrite reumatóide, o estado vai garatir o suprimento desse medicamento através das farmácias do governo do estado. Basta receita”, completou o secretário. (BN)

Nenhum comentário