Família de médico vitima de coronavírus na Bahia rebate secretário e nega automedicação


Médico Gilmar Calazans foi receitado por cardiologista de rede de hospital estadual

[Família de médico vitima de coronavírus na Bahia rebate secretário e nega automedicação]
Foto : Reprodução
Por Marcela Villar no dia 21 de Abril de 2020 ⋅Metro1
A família do médico Gilmar Calazans, que morreu por coronavírus em Ilhéus, na Bahia, afirma que ele não se automedicou com cloroquina nem azitromocina, conforme foi divulgado mais cedo, na tarde de hoje (21), pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab). Gilmar teve receita médica prescrita por um cardiolosgista de uma rede de hospital estadual. 
Além disso, a família da vítima ainda  afirmou que, apesar de Gilmar ter diabetes e hipertensão, ele se cuidava bem e os exames cardiovasculares realizados em janeiro deste ano não apresentaram nenhum defeito estrutural ou remodelamento no coração.  
Desde o dia 8 de abril, a Sesab autorizou o tratamento com hidroxicloroquina e azitromicina em pacientes do Sistema Único de Saúde (SUS). O uso do medicamente, contudo, é orientado apenas para pacientes internados. 

Nenhum comentário