Após pressões, governo promete recuar e manter divulgação detalhada de dados da Covid-19


Segundo o Ministério da Saúde, um novo portal trará os números detalhados da pandemia

[Após pressões, governo promete recuar e manter divulgação detalhada de dados da Covid-19]
Foto : Bruno Concha/Secom
Por Juliana Rodrigues no dia 08 de Junho de 2020 ⋅ 
Após forte reação de especialistas, políticos e integrantes do Judiciário sobre a forma de divulgação dos dados do coronavírus nos últimos dias, o Ministério da Saúde recuou e prometeu retomar a divulgação detalhada dos impactos da doença.
A pasta divulgou ontem (7) duas notas nas quais afirma que está finalizando uma plataforma que trará os números detalhados da pandemia. Na última delas, voltou a falar em problemas técnicos e oficializou a intenção de divulgar os dados com base na data da morte, não na data em que se confirmou que a pessoa morreu por coronavírus segundo os registros oficiais.
O Ministério da Saúde ainda prometeu deixar acessível para consulta o acumulado de casos, já que havia o temor de que casos cuja confirmação atrasasse poderiam sumir dos registros oficiais.
Nos últimos dias, o governo passou a informar somente o número de casos e mortos computados nas últimas 24 horas, omitindo do site informações do acumulado de casos e o detalhamento por estados. Agora, segundo o Ministério, a nova plataforma mostraria dados do Brasil, de regiões, estados, capitais e regiões metropolitanas "com os respectivos gráficos de evolução diária dos novos registros”.
O sumiço dos dados acumulados no site do Ministério da Saúde levou o Conselho Nacional de Secretarias de Saúde (Conass) a criar uma plataforma própria para divulgação das informações.

Nenhum comentário