Polícia Federal cumpre 21 mandados em inquérito que investiga atos contra democracia


De acordo com a PGR, a investigação tem como objetivo apurar possível violação da Lei de Segurança Nacional na convocação e realização das manifestações

[Polícia Federal cumpre 21 mandados em inquérito que investiga atos contra democracia]
Foto : Allan White/Fotos Públicas
Por Matheus Simoni no dia 16 de Junho de 2020 ⋅
A Polícia Federal cumpre na manhã de hoje (16) 21 mandados de busca e apreensão em cinco estados e no Distrito Federal no âmbito do inquérito que investiga grupos suspeitos da prática de atos contra a democracia. A autorização foi do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF). Dois dos alvos são o deputado federal Daniel Silveira e o blogueiro Allan dos Santos. 
O inquérito surgiu em abril, após requerimentos do procurador-geral da República, Augusto Aras.
O presidente Jair Bolsonaro participou de manifestação pró-intervenção militar em Brasília na época, mas não era alvo do inquérito, que corria sob segredo de Justiça.
O caso foi remetido ao STF porque os atos teriam contado com a participação de deputados federais, que detêm foro privilegiado na corte. Em sua decisão, Moraes  classificou o fato sob investigação como "gravíssimo", pois representa um atentado ao estado democrático de Direito e às instituições da República.
De acordo com a PGR, a investigação tem como objetivo apurar possível violação da Lei de Segurança Nacional na convocação e realização das manifestações. Entre outras pautas, os protestos pediam um novo AI-5, ato institucional que, em 1968, endureceu o regime militar no país e abriu espaço para o fechamento do Congresso.

Nenhum comentário