Prefeitura de Sapeaçu nega ter comprado seis pias personalizadas por quase R$17 mil


A prefeitura de Sapeaçu nega, através de nota, que o município tenha comprado 06 pias personalizadas por quase R$ 17 mil, sem licitação, para uso no combate ao novo conoravírus.
Conforme a nota, o município fez um processo licitatório na modalidade de dispensa (DL-078/2020), contendo 10 itens, inerentes à Manutenção das Ações de Perfuração da Emergência COVID-19, com valores diversificados totalizando R $ 16.788,00. O valor de cada uma das pias comunitárias foi de R $ 700,00 reais, totalizando R $ 4.200,00 como 06 unidades, valor totalmente diverso do que está sendo divulgado.
A nota foi divulgada após o site Bahia Notícia informar que o município de Sapeaçu havia comprado seis pias personalizadas com adesivos pelo valor de R $ 16.788,00 através de dispensa de licitação. De acordo o BN, a compra foi publicada no Diário Oficial do Município no dia 19 de maio e é uma das medidas de gestão municipal no combate à proliferação de novos coronavírus.
Na nota, a prefeitura ainda diz que os integrantes da gestão estão trabalhando de forma intensificada e a cada dia mais nas ações de combate ao COVID-19 em todo o município, sem medir esforços para o investimento em aparelhamento das unidades de saúde, treinamentos de equipe, aquisição de equipamentos de proteção individual para funcionários, campanhas de conscientização da população, distribuição de máscaras de proteção, desinfecção de espaços públicos, implementação de barreiras sanitárias, dentre outras medidas e estratégias  que minimizem a proliferação do vírus, por isso, não se admitirá que fatos levianos causem ainda mais temor à nossa população.
Veja nota na íntegra:
O Município de Sapeaçu, através da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), informa que no dia 08/06/2020 foi disseminado em redes sociais “FAKE NEWS” (notícias falsas) referentes a aquisição de 06 pias modelo tonel, utilizadas para higienização das mãos nos pontos de maior circulação de pessoas no município. Essa medida se integra às diversas ações preventivas desenvolvidas no enfrentamento e combate à pandemia do COVID-19.
Essas lamentáveis publicações são mentirosas e, por isso, infundadas, com objetivo de enganar a população e promover o autor das mentiras, ato absurdo e criminoso, principalmente neste momento tão deliciado de nossa história, quando devemos buscar a união para vencermos esta crise de saúde pública. 
Ao contrário do que foi dito, o município fez processo licitatório na modalidade de Dispensa (DL-078/2020), contendo 10 itens, inerentes à Manutenção das Ações de Enfrentamento da Emergência COVID-19, com valores diversificados totalizando R$ 16.788,00. O valor de cada uma das pias comunitárias foi de R$ 700,00 reais, totalizando R$ 4.200,00 as 06 unidades, valor totalmente diverso do que está sendo divulgado de forma criminosa. 
Diante desta mentira, que só gera transtornos à gestão e, por consequência, a toda uma população assistida, o município vem informar que já está adotando os meios legais para responsabilizar os indivíduos responsáveis pela disseminação da FAKE NEWS, conduta que já é considerada crime com pena de prisão de até 08 anos. 
Os integrantes desta gestão estão trabalhando de forma intensificada e cada dia mais nas ações de combate ao COVID-19 em todo o município, sem medir os testes para o investimento em aparelhamento de unidades de saúde, treinamentos de equipe, exibindo equipamentos de proteção individual para funcionários, campanhas de conscientização da população, distribuição de máscaras de proteção, desinfecção de espaços públicos, implementação de barreiras sanitárias, dentre outras medidas e estratégias que minimizam a proliferação de vírus, por isso, não admite que fatos levianos causem ainda mais temor à nossa população.

Nenhum comentário