Com medidas de restrição, Cajazeiras tem 63 estabelecimentos interditados


Região está sob fiscalização das medidas de restrição para evitar novos casos de Covid-19

[Com medidas de restrição, Cajazeiras tem 63 estabelecimentos interditados]
Foto : Jefferson Peixoto/Secom/PMS
Por Matheus Simoni no dia 25 de Julho de 2020 ⋅ 
A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Desenvolvimento e Urbanismo (Sedur) e com apoio da Polícia Militar da Bahia (PM-BA), interditou 63 estabelecimentos comerciais na região de Cajazeiras em ações de fiscalização ontem (24). Foi o primeiro dia de vigência das medidas regionalizadas mais restritivas em oito bairros da localidade.
Foram fechados vários tipos de estabelecimento em Cajazeiras 8 (sete no total), 10 (com 25 interdições), 11 (total de oito), além da Fazenda Grande 1 (com duas ocorrências), 2 (com nove) e 4 (com 12).  Na lista estão chaveiros, lanchonetes, bares, assistências técnicas, barbearias, depósitos de bebidas, financeiras, restaurantes, oficinas, gráficas e casas de bolo.
Houve interdições ainda em Castelo Branco e Águas Claras, com três ocorrências em cada. Nesses dois bairros, as medidas mais restritivas começaram a valer na semana passada, e foram prorrogadas. Somando aos registros das localidades de Cajazeiras, onde as mesmas medidas começaram a vigorar hoje e valem por sete dias, o total de interdições feitas pela Sedur foi de 69 nesta sexta.
Segundo o decreto municipal, em todos os bairros com medidas restritivas regionalizadas, os comércios formal e informal devem permanecer fechados, independentemente do tamanho da área. Apenas atividades essenciais podem funcionar, a exemplos de supermercados, padarias, delicatessens, farmácias, açougues, estabelecimentos que utilizam o sistema de delivery (sem retirada no local) e serviços de saúde. As medidas têm como objetivo diminuir a taxa de infecção e o contágio pelo coronavírus na capital.

Nenhum comentário