Parabens Salinas da Margarida 58 anos história

BELEZA BUCÓLICA
As águas claras que margeiam as receptivas praias de cidade de Salinas da Margarida, no recôncavo baiano, conferem a essa cidade a magia, o encanto prosaico que todos procuram e que possibilitam, através da pesca e outras atividades laborativas, a geração de emprego e renda, assim como, o desenvolvimento de eventos esportivos e culturais que tantos visitantes atraem.
Referendado por toda essa magia é que o município comemora 58 anos de emancipação política, sem festa, evidentemente, em face de toda essa situação gerada pelo coronavírus e que impõe a necessidade de distanciamento social. Mas, o que é mais importante é que toda uma alegria, com certeza, está no coração de cada munícipe. 
ATRATIVOS TURÍSTICOS E CULTURAIS
Dentre os pontos turísticos, as praias da Ponte, do Amor, da Barra do Paraguaçu, de Encarnação, de Araçá e, ainda, o “Cavalo Russo” que é um córrego de águas limpas e transparentes. Todos esses pontos turísticos encantam não apenas àqueles que buscam sossego, tranquilidade, mas, também, aos próprios moradores locais que se orgulham de estarem inseridos em verdadeiros paraísos.
Dentre os eventos culturais e gastronômicos, o tradicional “Festival de Mariscos”, realizado anualmente, com participação de diversas atrações nacionais e locais, na área musical, assim como de marisqueiros que participam do concurso de catadores; apresentações de fanfarras e outros grupos culturais.
RECEPTIVIDADE
Todavia, muito mais que esses atrativos, caracterizados pelas belíssimas praias e tantos outros recursos naturais, o que encanta tanto aos visitantes egressos de municípios da região e de outras unidades da federação é a receptividade de sua gente. E, para dar suporte a toda uma demanda, a cidade conta com uma excepcional rede hoteleira, pousadas e restaurantes.
HISTORICIDADE
“A história de Salinas da Margarida se faz intrigante a partir da origem do nome dado ao município. O nome tem sua história contada de várias formas, que se desmembram em lendas que são passadas até os dias de hoje de geração para geração. Umas delas é justamente de onde vem o nome Margarida que tem uma versão romântica, a qual fora cogitado a ideia de uma homenagem do Comendador Manoel de Souza Campos à sua esposa, que supostamente chamava-se Margarida. Porém esta história a qual seria uma homenagem a um membro da família do então citado Comendador Souza Campos não passa de uma lenda que é confirmada através dos dados históricos identificados através de biografias ” Wikipédia. 
DESENVOLVIMENTO
Obviamente, que na história desenvolvimentista de cada município do país, diversos nomes, desde as datas em que tornaram-se independentes, tiveram sua participação no processo de desenvolvimento. Uns mais, outros menos, evidentemente e, em Salinas da Margarida, não é diferente.
Acontece que, em Salinas da Margarida, um nome tem se consagrado na historicidade local, não apenas pelas administrações construtivistas e transparentes mas, também, por ter sido responsável pelo desenvolvimento local, de forma irrefutável, tanto no plano material, com o deslanche na área de infraestrutura como no aspecto do desenvolvimento humano, através de conquistas socioculturais. 
Referimo-nos, naturalmente, ao atual gestor, Wilson Pedreira que, nessa sua quarta gestão, em que pese esse difícil período de combate ao coronavírus, como acontece em todo o país, tem o que, deveras,  comemorar. Imagens inseridas a partir facebook da prefeitura.





Nenhum comentário