SAJ: Em audiência, Prefeito defende igualdade entre pequenos comerciantes (feirantes) e donos de supermercados no entorno da Feira Livre

Um grupo de empresários impetrou Mandado de Segurança com a finalidade de impedir a suspensão das atividades dos seus estabelecimentos no entorno da Feira Livre de Santo Antônio de Jesus. O Prefeito Rogério Andrade participou de uma audiência na tarde desta quinta-feira (16), acerca do tema, apresentando dados e reforçando a necessidade da colaboração de todos e não apenas dos feirantes.
– “Nós lamentamos muito a suspensão das atividades da feira e entorno, mesmo que provisório. O que mais desejamos é o retorno das atividades. Mas não podemos concordar em ver o pequeno comerciante, o feirante, com suas atividades suspensas e os supermercados, os grandes comércios, com suas portas abertas. Todos precisam fazer a sua parte. Se o pequeno precisa fechar, o grande também precisa.” – Afirmou o Prefeito.
Durante a audiência, que teve mais de 3 horas de duração e foi mediada pela Juíza da Vara da Fazenda Pública, Drª Renata Rocha, o Prefeito apresentou dados como a Taxa de Crescimento Diária dos Casos de COVID-19, que está em 3%, acima do máximo recomendado (2%) e a Taxa de Isolamento Social que em 15 de julho foi de 40,5%, abaixo da média estadual (41,8%) e do recomendado (50)%.
– “Compreendemos a situação dos comerciantes, tanto que desde o início da pandemia, não houve suspensão das atividades na Feira Livre. Agora, neste momento, não estamos apenas fechando, mas, reorganizando a Feira, preparando para uma reabertura que será mais segura para todos.” – Afirmou.
As ações citadas pelo Prefeito já tiveram início e incluem colocação de 100 barracas novas com distanciamento, remoção de barracas antigas, retirada de barracas de roupas de outras cidades, higienização completa, distribuição de kits de EPIS para os feirantes (máscara, touca, avental), conclusão da nova base CETO-PM, entre outras medidas.
Acompanharam o prefeito, os secretários municipais de Saúde, Drº Leandro Lobo; de Administração e Planejamento, Drº Igor Coutinho; e o Procurador Geral do Município, Drº Edmilson Maia. As partes aguardam agora a decisão judicial.

Nenhum comentário