Prefeito de Camaçari estima rombo de R$ 150 milhões em arrecadação por causa do coronavírus


Antonio Elinaldo disse que, no entanto, o município "fez o dever de casa" com diversos cortes para fazer uma "gestão fiscal"

[Prefeito de Camaçari estima rombo de R$ 150 milhões em arrecadação por causa do coronavírus]
Foto : Metropress
Por João Brandão no dia 01 de Setembro de 2020 ⋅ 
O prefeito de Camaçari, Antonio Elinaldo, disse hoje (1°) na Rádio Metrópole que a cidade tem a expectativa de ter um rombo financeiro de R$ 150 milhões com as arrecadações por causa da pandemia do coronavírus.
"Temos uma previsão de perda de FPM [Fundo de Participação dos Municípios], ISS [Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza] e ICMS [Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços] de R$ 150 milhões", afirmou.
Elinaldo disse que, no entanto, o município "fez o dever de casa". "Cortamos algumas despesas, tiramos o transporte escolar, universitário. Cortamos parte dos salários dos secretários, dos cargos comissionados, fizemos uma gestão fiscal para cumprir com sua responsabilidade", completou.

Nenhum comentário