Abrigo de idosos em Nazaré, no recôncavo, tem surto de Covid-19 e confirma 28 contaminados; prefeitura e governo da BA vão combater surto

 


O abrigo Paulo de Tarso, em Nazaré das Farinhas, confirmou o surto de Covid-19 na casa. Até as 16 horas desta sexta-feira (12), há confirmação de 28 idosos contaminados. Em vídeo divulgado no perfil oficial da prefeitura, Luís Cláudio, diretor do abrigo, confirmou a morte de 3 idosos, alguns internados e 4 colaboradores internados. Cláudio esclareceu que o surto não tem nenhuma relação com a vacinação em primeira dose realizada no abrigo, sendo que o fato sinaliza que a verdadeira imunização ocorrerá após a segunda dose. De acordo com o diretor, foi realizado um rastreamento, identificando que a contaminação ocorreu por volta de 23 e 24 de janeiro, cinco dias após a primeira dose da vacina. A Prefeitura de Nazaré, juntamente com a Santa Casa de Misericórdia e Governo do Estado estão unindo esforços para combater o surto de CoronaVírus que acometeu o Abrigo Paulo de Tarso em Nazaré.

Mortes de três idosos em Nazaré, no recôncavo, não têm relação com a vacina, afirma Sesab

A morte de três idosos do abrigo de longa permanência, após terem sido vacinados contra o coronavírus, não teve relação com o processo de imunização. A informação é da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), após rumores que associavam os óbitos à vacinação. Em nota enviada, a Sesab disse, por meio da assessoria, que “os três casos de óbitos foram de pacientes com resultado laboratorial para Covid-19” e “não há relação direta com a vacina”. A Secretária de Saúde do município de Nazaré, Samantha Falcão,  também por meio de nota ao Portal A Tarde, disse que os três idosos do Abrigo Paulo de Tarso, tinham entre 73 e 75 anos, possuíam comorbidades e foram vacinados no último dia 19 de Janeiro. Porém os três apresentaram sintomas  de febre e diarreia, no último dia 31 de janeiro, e desde então, a Secretaria de Saúde prestou toda a assistência. A Vigilância Epidemiológica Estadual reforçou que todos os municípios devem manter as medidas de controle e a população deve contribuir, com a utilização da máscara e o distanciamento social, mesmo para todos que já foram vacinados.