SAJ: “O município tem dinheiro para negociar cargos com vereadores, mas não tem para enquadramento dos professores”, diz vereador Uberdan

 


O vereador Uberdan Cardoso falou mais uma vez sobre o enquadramento dos professores de Santo Antônio de Jesus. O decreto firmado pela gestão passada, que altera a carga horária dos professores de 20 para 40h será revogado. O prefeito Genival Deolino afirmou numa entrevista à Rádio Andaiá, que o município não tem orçamento para atender as reivindicações dos professores, e garantiu analisar caso a caso para não tirar direito de nenhum professor. Para o vereador Uberdan Cardoso, até o momento a gestão não mostrou provas de que não tem orçamento, “A fundamentação deles é injustificável, tanto que agora estão chamando os professores que seriam enquadrados para fazer a duplicação de carga horaria.

Temos uma conta que não gera despesas, até agora não mostraram de onde há esse prejuízo. Lastimável que o professor seja tratado dessa forma agora”, disse ao repórter Itajaí Júnior. Segundo ele, o município tem dinheiro para tudo menos para atender a demanda dos professores, “Inclusive para negociar cargos de 2, 3 e até 5 mil com vereadores, o próprio prefeito disse isso. O que inviabiliza a gestão do prefeito neste momento é o fato de ter trazido vereadores negociando cargos. Na medida que essas pessoas têm essa autoridade para fazer barganha, não tem condições de pagar enquadramento do professor. A educação não está sendo respeitada”, frisou.