*“Ele disse que ia quebrar a minha cara”, diz vereador que foi agredido por secretário de saúde em Muniz Ferreira*

 *“Ele disse que ia quebrar a minha cara”, diz vereador que foi agredido por secretário de saúde em Muniz Ferreira*

O vereador Adilson de Santana (PSD) da cidade de Muniz Ferreira foi agredido pelo secretário de saúde do município, Renato Lírio, o Renatinho, após passar para o secretário a informação de que estaria havendo recorrentes aglomerações no posto de saúde da localidade de Sodoma.
O vereador contou em entrevista exclusiva ao repórter JB que no dia 02 de março, após sessão da Câmara de Vereadores, em contato com o vice-prefeito Valdeci ele contou a situação do posto, e o vice-prefeito prontamente ligou para o secretário que não gostou de ser alertado da situação.
"Passei a situação para Valdeci. Em seguida ele usou o celular, e fez uma ligação para o secretário de saúde. Eu passei a conversar com o secretário. Passei o assunto que está acontecendo com o Sodoma, que eu considero que a oferta (de médicos) é pouca pra demanda. Percebi que o secretário não estava aberto ao diálogo. Ele queria caluniar, como citou que Dr. Thiago é um louco que atendia a todos, mas prestava um atendimento ruim“, contou o vereador.
Após a ligação o secretário teria chegado de carro furioso na prefeitura, e o vereador que estava nos fundos da prefeitura com o vice-prefeito foi ameaçado e agredido.
“O secretário apareceu muito rápido lá no fundo da prefeitura, e eu ainda estava conversando com o vice-prefeito, Valdeci, e ele já foi agredindo, deferindo palavras. Dizendo que eu era puxa saco do Wellington, o ex-prefeito, e que ele ia me dar umas porradas, ia quebrar a minha cara, e já veio com o pontapés. Fui surpreendido por uma pessoa que eu tinha uma boa visão. Achava que era uma pessoa de bem”, relatou Adilson.
O papel do vereador foi ressaltado por Adilson, afirmando que o secretário não tem preparo emocional para assumir um cargo de tamanha responsabilidade.
“Ele tem que entender que o vereador precisa ter voz para representar o povo.É o que o eleitor espera ter um representante, e ele não respeita isso. Eu vejo que ele não tem capacidade nenhuma. O emocional dele não é preparado”, opinou.
*O histórico de agressões do secretário*
Segundo o vereador, o secretário Renatinho tem um histórico de agressões, havendo duas queixas contra ele por agressão só nestes primeiros meses do ano.
“Em pouco mais de dois meses já é o segundo caso semelhante. Teve uma inauguração mês passado, onde o prefeito estava reinaugurando o Mercado do Produtor e o secretário teve um divergência com uma agente de endemias. Agrediu a agente de endemias. Essa pessoa também registrou a queixa. já tem duas queixas contra o secretário devido a este mau comportamento", salientou.
*A resposta do prefeito para as agressões do secretário de saúde*
Segundo o vereador, ele passou o acontecido para o prefeito, Professor Gileno (PP), que sinalizou que iria tomar as devidas providências, mas até o momento ele não tem conhecimento de nenhuma ação do secretário.
“Ele mandou mensagem pra mim e disse que na gestão ele não concorda com agressões, e que no ato ele tomarei as providências, eu vou até cobrar do prefeito para ver se ele já pode informar quais essas providências, se ele tomou, se vai tomar ou se desistiu”, revelou o vereador que já está em seu sexto mandato. Desta vez ele está na oposição.