Fisiculturista mata os pais após ser repreendido por não ter passeado com cão


Um fisiculturista, de 30 anos, foi preso após confessar ter matado os pais em Bolzano (Itália). Em depoimento a policiais, Benno Neumair disse ter praticado o crime após ter sido duramente repreendido por não ter passeado à noite com o cão da família

 O crime ocorreu no início de janeiro. Semanas depois, Benno foi preso e indiciado. Só recentemente o caso ganhou grande repercussão na mídia. Professor de matemática em uma escola de língua alemã, ele ostentava seu amor pela vida fitness nas redes sociais, definindo-se como um fisiculturista. 

 Segundo a versão de Benno, ele acabou dormindo, após usar o computador até tarde, e se esquecendo de sair com o cão. Durante discussão, na manhã seguinte, com o pai, Peter Neumair, de 68 anos, houve uma briga após, segundo alega, Benno ter sido chamado "fracassado" por não ajudar nas tarefas domésticas.

 O italiano contou que estrangulou o pai com uma corda para "calá-lo". "Só me lembro que apertei com muita força", disse o fisiculturista, segundo o "Daily Star". Quando a mãe, Laura Perselli, de 63 anos, chegou em casa, ela também foi estrangulada por Benno com a mesma corda.

 "Eu fiz isso sem nem dizer adeus", comentou o assassino confesso, de acordo com o "NY Post". No mesmo dia, Benno jogou os cadáveres dos pais de uma ponte sobre um rio da cidade. O corpo do pai nunca foi encontrado. Indiciado por duplo homicídio, Benno aguarda julgamento.