Cunha diz em livro que Temer 'lutou de todas as maneiras' para derrubar Dilma

 

Trecho revelado por revista mostra bastidores do processo arquitetado pelo ex-presidente da Câmara

[Cunha diz em livro que Temer 'lutou de todas as maneiras' para derrubar Dilma]
Foto : Divulgação/MDB

Por Matheus Simoni no dia 02 de Abril de 2021 ⋅metri1 

O ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (MDB-RJ) afirmou que que Michel Temer, então vice-presidente do país, "lutou de todas as maneiras" pelo impeachment de Dilma Rousseff (PT). A revelação consta em trecho revelado hoje (2) pela revista Veja de um livro que será lançado oficialmente no dia 17 de abril. Intitulada de "Tchau, Querida — O Diário do Impeachment", a obra conta a versão de Eduardo Cunha sobre o processo de impeachment que culminou com a saída de Dilma da presidência em 2016. 

Nos trechos revelados pela Veja, o ex-presidente da Câmara chega a sugerir uma suposta espionagem sobre a ex-presidente. Em janeiro, a colunista da Folha de S. Paulo Monica Bergamo publicou o capítulo de introdução do livro, no qual Cunha já responsabilizava Temer pelo impeachment. No trecho revelado pela Veja hoje, o ex-deputado vai além e diz que "jamais o processo de impeachment teria sido aprovado sem que Temer negociasse cada espaço a ser dado a cada partido ou deputado que iria votar a favor da abertura dos trâmites." 

"Temer não só desejava o impeachment como lutou por ele de todas as maneiras", diz Cunha, para quem a postura de Temer beira o cinismo: "ele acha que os outros são idiotas para acreditar na história da carochinha de que não desejava o impeachment nem teria feito nada por isso".

Em um trecho que não teve a sua íntegra publicada na reportagem, Cunha diz que pedia, e Temer avalizava praticamente tudo na busca por votos pelo impeachment. Um dos exemplos citados pelo ex-presidente da Câmara, segundo a Veja, foi a nomeação de Marcos Pereira, do Republicanos, para o Ministério da Indústria e Comércio Exterior.