Prefeito em Jaguaripe envia à Câmara Projeto de Lei que garantia Auxílio Emergencial para categoria que está parada e vereadores rejeitam por 6 a 5: ‘É triste’

 



O prefeito de Jaguaripe, Heráclito Arandas, usou as redes sociais nesta quinta-feira (15), para informar a população do município que o projeto de lei nº 03/2021, de autoria do Poder Executivo, que trata sobre o Auxílio Emergencial no valor de R$ 1.200,00 para cada titular de MEI vencedora de licitações em linha de transporte escolar ou pessoas físicas, foi rejeitado durante sessão na Câmara de Vereadores por 6 a 5. O gestor lamentou e disse que infelizmente não vai poder realizar o pagamento de Auxílio que prometeu a categoria que se encontra parada por conta da pandemia da Covid-19. “Para minha tristeza, esse crédito especial que foi pedido por mim, e que seria pago em abril, maio, junho e julho, não mais será realizado pela vontade soberana da Câmara”, disse o prefeito ao afirmar que o dinheiro existe e está nos cofres públicos da cidade. “Eu necessitava da autorização Legislativa para não incorrer em crime de responsabilidade. Essa autorização, por tanto, me foi negada e o pagamento do Auxílio Emergencial aos transportadores escolar não poderá ser pago. Lamento profundamente e digo que cumprir o meu dever e que minha parte realizei. A Câmara em sua soberania entendeu não permitir esse pagamento”, acrescentou o prefeito.

Veja o que diz o prefeito de Jaguaripe, Heráclito Arandas