*Escolas da rede estadual iniciam processo de eleições para líderes de classe*



As escolas da rede estadual de ensino iniciaram, nesta segunda-feira (10), as eleições para a escolha dos líderes e vice-líderes de classe, que seguem até o dia 14 de maio, de forma virtual. A novidade, neste ano, é que também serão escolhidos os representantes nos âmbitos escolar, municipal e territorial. Para estes casos, o processo eletivo será realizado em diferentes etapas. De 24 a 28 de maio, para líder da escola; de 7 a 11 de junho, para líder do município; e de 21 a 25 de junho, para líder do Núcleo Territorial de educação (NTE). Os mandatos serão válidos para o ano letivo de 2020/2021.
O processo eleitoral na rede estadual de ensino acontece com o objetivo de fomentar o protagonismo da juventude, para contribuir com a gestão participativa das escolas. Quem está na expectativa para ser líder novamente é o estudante Cleiton Conceição, 18, que cursa o 2º ano, no Centro Educacional Monteiro Lobato, em Firmino Alves, onde a eleição será realizada na próxima quinta-feira (13). “Este processo democrático nas escolas é de suma importância, pois fortalece vínculos na instituição. Um líder é o porta-voz da classe e amigo da escola. Ele é o responsável em criar estratégias e potencializar resultados para a melhoria de onde estuda”, disse.
As unidades escolares que já realizaram eleição para a escolha de líderes e vice-líderes de classe escolar em 2020 ou nos primeiros meses deste ano, podem optar por não realizar o processo, informando ao Serviço de Apoio à Gestão da Aprendizagem (SAGA) os nomes dos estudantes já empossados. É o caso da estudante Thauany Santos de Souza, 1º ano, do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães, em Guanambi, que já foi eleita a líder da sua turma. “O líder se torna uma figura primordial devido à sua importância na escola. Suas funções principais são inspirar e levar aos demais colegas motivações e algumas dúvidas surgidas aos professores, diretores e coordenadores. Um dos meus objetivos, como líder, será tentar ajudar todos os meus colegas com as suas dúvidas diárias”, afirmou.
Em Salvador, Larissa Nascimento, 23, que faz o curso técnico de nível médio em Nutrição, no Colégio Estadual Rubén Dario, também foi eleita líder de classe, no último mês de março. “A líder de classe é fundamental para a escola, pois sempre está ajudando os alunos a ver os estudos da melhor forma possível e, também, auxilia a escola a ter uma boa comunicação com as turmas. O líder tem um papel importante, pois colabora na gestão escolar”, comentou.
*Sobre as eleições -* Para as eleições, a unidade escolar abre um formulário on-line para a votação, que permanece aberto das 8h às 22h horas no dia da eleição. O estudante somente poderá votar para líder e vice-líder de classe se estiver matriculado. Para as eleições subsequentes, somente poderão concorrer os eleitos nas eleições anteriores e poderão participar tanto os líderes, quanto os vice-líderes.
Cabe à unidade escolar, ainda, definir e implementar as estratégias pedagógicas e administrativas que sejam apropriadas à participação dos estudantes que não têm acesso à Internet, sempre buscando respeitar as condições territoriais e cotidianas da comunidade escolar e a observância dos parâmetros de segurança relacionados à pandemia do novo Coronavírus.
As escolas que não conseguirem realizar as eleições nos prazos determinados pela portaria deverão comunicar, em tempo hábil, ao NTE e à SEC as condições determinantes para a não realização do processo e propor datas possíveis para realizá-las.