Financiamento da Casa Própria da Caixa tem imóveis a partir de R$ 12 mil, financiado sem entrada e com carência de até 6 meses para iniciar o pagamento das prestações

A Caixa Econômica Federal anunciou, a redução de taxas de juros do crédito imobiliário. A modalidade contará com taxas a partir de 2,95% ao ano, somadas à remuneração da poupança, o que representa uma queda de 0,4 ponto percentual. A partir de 4 de outubro será possível realizar as simulações com as novas condições da linha de Crédito Imobiliário Poupança Caixa, pelo aplicativo Habitação Caixa ou no site. As contratações se iniciam em 18 de outubro. O banco oferece prazo de até 35 anos para pagamento e opção de carência de seis meses para início da parcela de juros e amortização.

De acordo com o presidente da instituição, Pedro Guimarães, “a selic no patamar que está hoje te dá um ganho muito grande, porque a nossa captação, tirando a poupança, é 70%, 80% do CDI. A gente não capta 100% porque tem o spread. Logo, quanto maior a Selic, maior o meu ganho, não é linear, mas eu tenho uma gordura. Por causa disso, vamos reduzir o spread, especificamente na linha que nós criamos há pouco tempo de poupança “mais alguma coisa”. Esse “mais alguma coisa”, hoje, com o aumento da taxa de juros, mostra que a gente tem espaço para reduzir“, disse.

Em fevereiro, a Caixa lançou uma nova linha de crédito imobiliário com juros ligados à remuneração da poupança, mais um percentual variável.

Isso representa taxas a partir de 3,35% ao ano, somadas à remuneração da poupança, com o saldo devedor atualizado mensalmente pela Taxa Referencial de Juros (TR). Veja vídeo do anúncio abaixo.

Caixa anuncia nova linha de crédito com juros ligados à remuneração da poupança

Disponível para modalidades de imóveis novos, usados, construção e reforma, essa linha tem prazo máximo de financiamento de 420 meses (35 anos), com quota de até 80%.

É permitida portabilidade de financiamento realizado com outros bancos.

De acordo com o presidente da Caixa, Pedro Guimarães, essa linha “já representa mais de 40% de todas as contratações imobiliárias” do banco com recursos do Sistema Brasileiro de Poupança e Empréstimo (SBPE) feitas este ano.