Prefeito de Ito de Bega responde denúncia de venda de alvarás de táxi em Conceição do Almeida



O prefeito de Conceição do Almeida, Ito de Bega (PSD), foi entrevistado na manhã desta terça-feira (08), no Programa Bom dia Cidade, da Rádio Clube FM 92,7, comandado pelo radialista Inácio Inô. Na oportunidade, o chefe do executivo municipal falou sobre diversos assuntos do município, principalmente uma suspeita de fraude na sua gestão e sobre a policlínica regional.


Questionado sobre uma denúncia de fraude na prefeitura, Ito de Bega falou sobre o assunto. “O ex candidato derrotado nas eleições por mim, o intuito dele não é denunciar, pois ele não tem preocupação com a cidade, o objetivo é me atingir. Ele foi muito infeliz de chegar nas redes sociais dizer que eu sou chefe de quadrilha, que eu sou chefe do esquema que graças a Deus não é à toa que eu estou no terceiro mandato de prefeito da nossa cidade pela credibilidade, pela confiança que o povo tem pela minha pessoa e quem me conhece sabe nada fica debaixo do tapete. Eu não boto sujeira para debaixo do tapete. Se aparecer alguma denúncia, se tiver qualquer suspeita, a nossa obrigação é apurar como eu assumi o compromisso com a sociedade almeidense. E essa denúncia será apurada e os envolvidos serão punidos e denunciados na delegacia e no Ministério Público”, afirmou.

Sobre a denúncia de suspeita de venda de alvará de táxis, o prefeito de Conceição do Almeida falou sobre o assunto: “Assim que eu tomei conhecimento na sexta-feira de uma denúncia que estava tendo um esquema de venda de alvará de táxi , eu imediatamente liguei para minha secretária de administração pedi que já começasse a levantar os fatos com assessoria de tributos e podemos conversar naquele momento que realmente existe algum indício. Então abri um processo administrativo, para que pudesse apurar os fatos, suspendemos os dois funcionários por 30 dias enquanto é feito todo o levantamento, porque a gente só pode demitir depois que há uma prova concreta e imediata informei a delegacia de Conceição de Almeida e mandei informar ao Ministério Público do que estava acontecendo”, informou.

Com relação a acusação de ser chefe de quadrilha, Ito de Bega falou sobre as providências adotadas. “Eu vim aqui na regional de Santo Antônio de Jesus através do Dr. Joaquim, onde entrei com uma representação criminal contra o candidato derrotado nas eleições 2020 para ele provar onde é que entre o prefeito entra nessa situação. A gente sabe que somos responsável pelos funcionários, mas eu não posso pagar um erro de um funcionário que traiu uma confiança, Ele vai ter que provar na justiça onde eu sou chefe de quadrilha”, disse.

O prefeito informou também que baixou um decreto e mandou suspender todos os alvarás de táxi e os motoristas têm um prazo de 15 dias para realizar um recadastramento. Quem porventura não comprovar a legalidade terá seu alvará cancelado definitivamente. Ainda sobre a denúncia de fraude, o processo administrativo tem um prazo de 30 dias para esclarecer os fatos e comprovar as irregularidades dos envolvidos.

O gestor de Conceição de Almeida falou também sobre a ampliação do atendimento do consórcio Reconvale de saúde que compõe a policlinica regional de SAJ: “Nós conseguimos fazer um processo seletivo de contratação de novos médicos, de novos profissionais e ofertando algumas especialidades que ainda não era ofertado e graças a Deus melhoramos muito a qualidade do atendimento oferecendo mais serviços, sendo muito transparente com cada um prefeito sempre a gente cobrando também as ações de cada município que não deixe perder as vagas, que aproveite as vagas 100% para que a gente possa estar sempre presta serviço de qualidade. Agora no segundo semestre vamos realizar um mutirão de saúde durante 90 dias, a gente vai ofertar mais serviços, vamos contratar mais especialistas e resolver a demanda reprimida de cada município, esse é nosso objetivo de vir assumir a policlínica e ser uma das melhores da Bahia”, destacou.