Eduardo Santana Filho, diretor comercial da RDB Coca-Cola, que na oportunidade falaram sobre a parceria para doação de 500 vouchers para trabalhadores ligados as associações do município

No Centro de Cultural de Santo Antônio de Jesus na manhã desta quinta-feira (1º), a equipe do gazzeta Infosaj/ saj conversou com a secretária de Cultura Silvia Brito e com Eduardo Santana Filho, diretor comercial da RDB Coca-Cola, que na oportunidade falaram sobre a parceria para doação de 500 vouchers para trabalhadores ligados as associações do município, que foram afetados pela
pandemia do novo coronavírus. “Foi muito importante a gente receber o contato da Coca-Cola, principalmente por saber que Santo Antônio de Jesus é a única cidade da Bahia com esse projeto tão interessante, um baço social da empresa muito maravilhoso. É uma ação que faz com que movimente aquelas pessoas que geralmente estão em uma questão de vulnerabilidade.

O recurso mesmo sendo pouco, pôde ajudar bastante essas pessoas. Parabenizamos a Coca Cola por essa iniciativa tão interessante. Mandou os vouchers sem dizer o que a pessoa tem que comprar. Isso da dignidade ao ser humano porque ele vai comprar o que ele precisa. Vai gerar também renda para os mercadinhos de bairro que vão receber esses vouchers”, disse a secretário ao explicar como foram feitos os critérios. Eduardo Santana também ressalta a importância da parceria com Santo Antônio de Jesus e porque escolher a cidade. “Nós temos um interesse por Santo Antônio de Jesus por parte da companhia. Já tivemos três Caravanas do Natal da Coca-Cola. Já patrocinamos algumas ações pontuais no São João e nas redes mercadistas já realizamos ações durante o período junino, natalino e Dia das Mães. O São João de Santo Antônio de Jesus vem crescendo muito nos últimos anos, e dentro do nosso entendimento, é o maior São João da Bahia em termo de público e movimento, pois é uma cidade próxima de Salvador e da região metropolitana, um fator positivo. Parabenizo a Prefeitura em nome da secretária Silvio Brito porque foi uma ação muito organizada e com critérios de distribuição. O beneficiado compra o que ele quiser no mercado com o voucher. Isso é bacana porquê dá liberdade para ele escolher o que está precisando dentro de casa, é isso que queremos”, disse Eduardo.