Empresas do setor de entretenimento começam a divulgar festas de réveillon na Bahia; hotéis registram aumento na taxa de ocupação

 


Empresas do setor de entretenimento da Bahia começaram a divulgar programações de festas de réveillon para o final do ano. O movimento é feito após o aumento do número de pessoas vacinadas contra Covid-19 e a queda das taxas de ocupação das Unidades de Terapia Intensiva (UTIs). Atualmente o decreto estadual não autoriza festa e shows, entretanto o documento tem vigência até 17 de agosto e vai ser avaliado após o período.

“Ainda é muito difícil prever qual será o decreto vigente nesse futuro próximo. A gente ainda não tem nenhuma certeza da quantidade de público que será permitido pelos decretos e a estimativa de público é fundamental para o planejamento de um evento”, disse o presidente da Associação Brasileira de Agências de Publicidade da Bahia (ABAPE), Moacyr Villas Boas.

Segundo a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH), outra área do turismo que começa a se planejar para os festejos do final do ano são os hotéis. A entidade garante que todas as regiões turísticas do estado já registraram aumento na taxa de ocupação dos estabelecimentos. “Todas as regiões turísticas têm registrado um aumento na taxa de ocupação dos hotéis”, disse Luciano Lopes, presidente da ABIH.

Em Cairu, cidade que fica no baixo sul do estado, a festa está programada para Boipeba e Morro de São Paulo, regiões que são muito procuradas por turistas durante o período do réveillon. Em Porto Seguro, a festa mais conhecida da região já foi anunciada.

Em Maraú, no sul da Bahia, a organização da festa “Mil Sorrisos” confirmou os artistas Jorge e Mateus, Gusttavo Lima, Thiaguinho, Wesley Safadão e Bell Marques como algumas das atrações do tradicional evento de réveillon.

Em Praia do Forte, no município de Mata de São João, na região metropolitana de Salvador, o réveillon deve reunir 2.500 pessoas. O organizador do evento, Flávio Ulm, afirmou que para realizar festas desse tamanho é preciso um planejamento com antecedência, mas tudo depende das futuras orientações do Estado e dos municípios.

“Vamos planejar para fazer um grande réveillon com toda organização, infraestrutura e segurança e vamos acompanhar as informações do poder público e dos órgãos sanitários para a gente ver como nós vamos se adequar os protocolos de segurança”, disse o empresário. A Prefeitura de Salvador já anunciou que planeja uma festa de réveillon na cidade, mas não revelou detalhes sobre o evento.“Será realizado entre 29 e 2 de janeiro, um evento de grande magnitude e requer toda essa antecedência e aí sim a gente possa confirmar e realizar esse grande evento que é de extrema importância para a economia da cidade, sobretudo do verão e do turismo de Salvador”, afirmou o presidente da Empresa Salvador Turismo (Saltur), Isaac Edington. G1Foto: Valter Pontes/Prefeitura de Salvador