Em Cruz das Almas: Secretaria de Saúde afirma que já havia identificado terceiro ‘falso médico envolvido em esquema criminoso’. MP investiga os casos; veja

 


Um terceiro caso de “falso médico” é registrado em Cruz das Almas, na região do recôncavo baiano. Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde disse que já havia identificado o terceiro caso no município e que realizou denúncia à Polícia Civil, “inclusive encaminhando fotos do falso médico, Diego Villalobos”. Porém, para “não atrapalhar as investigações dos órgãos competentes, a gestão optou por não divulgar o caso”. A pasta salientou que existem, pelo menos, mais dois casos sendo investigados. “A suspeita é de que se trata de uma quadrilha que estava atuando em Cruz das Almas e possivelmente em outros municípios da região, desde o ano 2020”, ratifica. A Polícia Civil informou que, no dia 2 de setembro, foi acrescentado ao inquérito policial um terceiro caso no município de Cruz das Almas. O inquérito foi instaurado no dia 27 de agosto e apura os crimes de falsidade ideológica e uso de documento falso. “A Delegacia Territorial tem realizado oitivas e outras diligências investigativas para chegar à responsabilidade criminal, tendo avançado significantemente nas apurações ao longo dos últimos dias. Mais detalhes não estão sendo divulgados para não atrapalhar as investigações”, comunicou a Polícia.

Nota da Secretaria de Saúde de Cruz das Almas

A Secretaria Municipal de Saúde informa que o terceiro caso de falso médico atuando na Unidade Covid-19 e UPA, em Cruz das Almas, divulgado pela CPI (Comissão Parlamentar de Inquérito) da Câmara de Vereadores, já havia sido identificado pela Secretaria, que realizou denúncia à Polícia Civil, inclusive encaminhando fotos do falso médico, Diego Villalobos Bibiano. Adotando todos os cuidados para não atrapalhar as investigações dos órgãos competentes, a gestão optou por não divulgar o caso. Porém, salienta que, existem pelo menos mais dois casos sendo investigados. A suspeita é de que se trata de uma quadrilha que estava atuando em Cruz das Almas e possivelmente em outros municípios da região, desde o ano 2020.