Otto defende redução do preço dos combustíveis: ‘Governo está inerte’ “Isso é angustiante”, afirma senador Alencar


 O senador Otto Alencar (PSD), que preside a Comissão de Assuntos Econômicos do Senado, criticou em sessão o aumento nos preços da gasolina e do diesel. Segundo o parlamentar, o aumento influencia negativamente em todos os setores da economia, especialmente na cesta básica, gás de cozinha e agronegócio.

“A Petrobras, empresa estatal criada por Getúlio Vargas, que funcionou por muito tempo dando condição ao Brasil de ter um combustível razoável para a aquisição do seu consumidor, hoje, funciona atrelada ao dólar. O governo Bolsonaro está inerte frente a essa grave situação. A nossa moeda não é o dólar. Isso é angustiante, é uma coisa que deixa todo o Brasil em uma situação de perguntar: amanheceu o dia, aumentou o preço dos combustíveis?”, disse.

Segundo Otto, na próxima semana, os ministros da Economia e da Infraestrutura, além do presidente da Petrobras, estarão na comissão. No próximo dia 30, haverá ainda a votação de um projeto para evitar os constantes aumentos dos combustíveis. Bahia.Ba por Matheus MoraisFoto: Divulgação / Senado Federal