Em SAJ: coordenador da 4ª Coorpin destaca “que os 5 homicídios nos últimos dias já têm características de execuções ligadas ao tráfico de drogas”; confira

 


A Polícia Civil de Santo Antônio de Jesus acredita que a série de homicídios ocorrida na cidade esta semana tem ligação direta com o tráfico de drogas. Em entrevista ao programa Andaiá Urgente, ao repórter Antônio Carlos, o delegado da Polícia Civil Joaquim Pereira, coordenador da 4ª Coordenadoria Regional da Polícia Civil, falou sobre as mortes ocorridas. Há quatro meses não havia registro de homicídios na cidade.

Os mais recentes aconteceram na sexta-feira (9), na Rua Castro Alves, um jovem de 22 anos; no mesmo dia, outro no bairro São Paulo; no dia seguinte, ontem, sábado (11), no Loteamento Sales, um adolescente de 15; também um no sábado, no bairro Andaiá; e outro registrado na última terça, na Urbis I. No último domingo, dois suspeitos morreram em confronto com policiais. Foram sete mortes, sendo duas delas quando os suspeitos resistiram a abordagem policial e no confronto, os dois morreram.

Segundo o delegado Joaquim Pereira, todas tem características de execuções ligadas ao tráfico de drogas. “Tem ligação com uma briga de grupos rivais e os homicídios estão ligados ao tráfico de drogas. As polícias já vem adotando as devidas providências com relação a identificação dos autores desses crimes, como também a realização de um trabalho preventivo”, garantiu o delegado.

O coordenador da 4ª Coorpin disse que nos últimos meses, em relação ao número de homicídios no município, em comparação ao ano passado, que foram 58 casos, e hoje (sábado) são 38 casos. “Os números são oficiais de acordo com a Coordenação de Estatística da Polícia – Cedep”, ressaltou. Nesta segunda-feira (13), na prefeitura, será realizada uma reunião com o Coronel PM César Sá Pacheco, o coordenador da 4ª Coorpin, delegado Joaquim Pereira e o prefeito Genival Deolino para discutir a segurança pública. (Cristina Pita/Andaiá FM)