Rui Costa não descarta novo toque de recolher para frear os casos da Covid-19 e diz: ‘nada está descartado’; saiba mais


 O toque de recolher para controle da circulação de pessoas e assim frear o crescimento da transmissão dos casos da Covid-19, feito nos anos de 2020 e 2021, pode voltar ser instutído neste ano. Questionado sobre a medida, o governador da Bahia, Rui Costa (PT), afirmou que não está descartada, mas não deve ser adotada neste momento.

“Por enquanto não [adotar o toque de recolher], mas nada está descartado, depende do aumento da doença. O que está certo esse momento é diminuir o número de pessoas em festas e revisar o decreto. Mas de imediato é só isso: diminuir o número de pessoas em festas”, comentou aos jornalistas na segunda-feira (10).

Restrição de público

O decreto com o aumento da restrição do público em shows e eventos deve ser publicado nos próximos dias. “Independente do tipo e motivação, em locais públicos ou privados. Infelizmente estamos vivendo um novo surto”, disse em entrevista a Piatã FM. “A redução vai ser progressiva: se aumentar os casos, diminui o número de pessoas nas festas”, completou.

O petista não deu números, mas afimou que vai analisar a situação do avanço da pandemia de Coronavírus no Estado. “Quero fazer um apelo para que os organizadores das festas só entrar gente vacinada, mas isso não foi feito. A doença se alastrou. Preciso que todo mundo ajude”, disse.  Bocão NewsFoto: Alberto Maraux / SSP-BA