‘Coisa absolutamente infundada’, diz ACM Neto após João Roma acusá-lo de ‘usar’ prefeitura para interesses pessoais mesmo sem o cargo

 O ex-prefeito e pré-candidato a governador ACM Neto (União Brasil) rebateu, na noite desta segunda-feira (2), críticas feitas a ele pelo ex-ministro da Cidadania e deputado federal João Roma (PL-BA).

Em entrevista à rádio A Tarde FM na manhã de hoje, o pré-candidato de Jair Bolsonaro (PL) ao governo da Bahia acusou o ex-gestor municipal de “usar” a prefeitura para “interesses pessoais” mesmo após deixar o cargo.

“O ex-prefeito ACM Neto que se utiliza da estrutura da prefeitura de Salvador, porque ele deixou de ser prefeito mas a prefeitura não saiu dele e tem inclusive sufocado a gestão do atual prefeito Bruno Reis, utilizando claramente a estrutura da prefeitura municipal para suas articulações políticas, para os interesses pessoais”, disparou Roma.

Em conversa com a imprensa, Neto rechaçou o ex-afilhado político. “Uma coisa absolutamente infundada. Não sei qual é o fato que pode dar suporte a esse tipo de alegação”, respondeu o ex-prefeito.

Questionado sobre o recente crescimento de Bolsonaro nas pesquisas de intenções de voto para a Presidência, o secretário-geral do União Brasil, que tenta emplacar na Bahia a ideia de “desnacionalização” das eleições estaduais, considerou ainda estar cedo para fazer prognósticos.Foto: Destque1