Na mira da Justiça por firmar contratos com indícios de irregularidades Gusttavo Lima chora e fala em ‘perseguição’, após polêmica com verba pública

 Na mira da Justiça por firmar contratos milionários com indícios de irregularidades junto a prefeituras de pequenos municípios, o sertanejo Gusttavo Lima fez um desabafo por meio de vídeo publicado nas redes sociais nesta segunda-feira (30).

“Ultimamente eu venho levando tanta pancada, gente, mas tanta pancada, e venho aguentando calado tudo isso. Eu não sei o porquê de tanto ódio, o porquê de tanta perseguição…”, disse o cantor, que diz estar “machucado mentalmente e fisicamente” e classifica como “um peso gigantesco” a situação pela qual tem passado.

Gusttavo Lima disse ainda que têm sido divulgadas “muitas inverdades” sobre seu nome e sua carreira e reafirmou sua inocência. “Vocês sabem da índole que eu tenho, sabem do caráter que eu tenho, da minha criacao, da minha família, do meu pai, da minha mãe”, disse o artista.

O sertanejo agradeceu à imprensa por dar espaço e “fomentar” seus trabalhos musicais, mas apelou por cautela dos jornalistas ao noticiar os escândalos envolvendo dinheiro público. “Quando a gente mexe com a honra de uma pessoa, com o caráter de uma pessoa, isso tem muitas pessoas por trás. Tem família, a gente tem amigos, a gente tem colaboradores, então queria que vocês tivessem um pouquinho mais de cuidado quando for sair alguma notícia comunica a gente, a assessoria de imprensa, até eu mesmo”, pediu o cantor, que negou qualquer participação em irregularidades e afirmou que cobra das prefeituras o mesmo valor que pratica para contratantes privados.

“A gente paga as nossas contas com isso, a gente coloca comida na nossa mesa através do talento”, argumentou, em defesa dos valores de seu cachê. “Não é porque é uma prefeitura que vou deixar de cobrar o meu valor. Tenho contas, funcionários para pagar”, defendeu o sertanejo. “A minha vida é cantar. Se tenho uma casa boa para morar, vocês podem ter certeza que saiu da minha garganta. Se tenho um carro bom, um barco, um avião, saiu daqui”, afirmou.

“É muito triste ser esculhambado, tratado como se fosse um criminoso, um bandido. Aqui existe um ser humano, um pai de família, ninguém aqui é bandido”, disse, emocionado. Ao final do vídeo, ele chorou, disse estar cansado e ter vontade de sumir “para ver se a perseguição acaba”.

Bolsonarista e contrário à Lei Rouanet, Gusttavo Lima entrou no foco do noticiário político após o Ministério Público de Minas Gerais apurar possíveis irregularidades em contratação por R$ 1,2 milhão para um show em Conceição do Mato Dentro, no interior do estado. Em seguida veio à tona a informação de que a verba para o cachê foi desviada da Compensação Financeira pela Exploração Mineral (CFEM), destinada a investimentos em infraestrutura, ambiente, saúde e educação.

O MP do Rio de Janeiro também investiga algo semelhante na contratação do sertanejo para um show em Magé, por R$ 1 milhão. E na cidade de Ituiutaba, em MG, o sertanejo é um dos artistas contratados com R$ 1,9 milhão em recursos de uma emenda do deputado André Janones (Avante), proveniente do chamado “orçamento secreto”.Foto: Instagram/ Arquivo Pessoal