Deputada Alice Portugal recebe título de cidadã de Aratuípe durante aniversário da cidade


 A Deputada Federal, Alice Portugal (PC do B), foi uma das homenageadas durante o evento especial para celebrar os 131 anos, de emancipação política de Aratuípe, município histórico do Recôncavo Baiano.

 Na oportunidade, a parlamentar recebeu o título de cidadã aratuipense. A deputada fez um discurso de agradecimento pela homenagem.

A representante do PC do B destacou o trabalho que vem sendo realizado em Aratuípe.

 “Portanto toda a movimentação, toda a busca por Aratuípe se dá pelas suas mãos, pelas mãos de  Sinvaldo e sem dúvida, pelas mãos do povo de Aratuípe que sustenta essa investidura de um homem do povo de ser prefeito dessa cidade”. Quero abraçar os seus colegas deputados, o deputado estadual Pedro Tavares, meu amigo deputado estadual Alan Sanches e a minha querida deputada estadual e pré-candidata Maria Del Carmen que vocês viram, o quão jovem na atitude, o quão avançada nos conceitos está aqui presente e também me orgulha que a cada passo que dou, dou em meu nome e em nome de Maria essa guerreira, essa mulher combatente da luta do povo, que é galega, é um prazer estar ao seu lado”, disse.  


Sobre os 132 anos de emancipação política, Alice Portugal falou da importância dessa data.

 “Gostaria tanto de dizer que este é um ato muito significativo, ele é significativo porque reúne a sociedade aratuipense representada por cada um e cada um. Homens e mulheres que trabalham e constroem essa cidade. E nós sabemos o que significa morar em uma cidade do Recôncavo Baiano,  lutando para não continuar a ser uma cidade sem vitória,  sem dúvida Aratuípe nesses 131 anos de história enquanto o município constituído emancipado,  sem dúvida passou por altos e baixos, os últimos momentos foram difíceis, estão num processo de reconstrução lado a lado as forças vivas dessa cidade. Quero em particular praticar este este dia e esta minha presença aos educadores e educadoras Aratuipenses. Vocês articularam uma mudança cidade, vocês construíram dessa mudança. E Paulo Freire nos ensinou com muita consciência que a educação não transforma sociedade e seus regimes, ela transforma as pessoas e as pessoas transformam a sociedade”, pontuou .

 

“E gratidão a essa minha trajetória de morte e caminhadas, mas sem dúvida estará guardada, para demonstrar o meu carinho, o meu agradecimento e a minha satisfação em poder colaborar com tamanha transformação que Aratuípe vem vivendo. Agora sou também filha de Aratuípe com muita honra e minha responsabilidade aumenta,  viva Aratuípe, viva os 132 anos de emancipação política”, agradeceu.







.