Wenceslau Júnior lamenta o assassinato de indigenista e jornalista desaparecidos no AM



O pré-candidato a deputado federal (PCdoB), Wenceslau Júnior, se solidarizou com a família do indigenista Bruno Pereira e do jornalista inglês Dom Phillips desaparecidos desde o dia 5 de junho, depois que o suspeito Amarildo da Costa Oliveira, conhecido como Pelado, confessou o crime.

Para Wenceslau Júnior, crimes como estes mostram a desvalorização da vida humana. "Fico muito triste como a violência que tem atingido nosso país. Foi com profunda tristeza que recebemos a notícia dessas perdas inestimáveis. Urge mudarmos o comando da nação para que os direitos possam ser respeitados", clamou, pedindo que os culpados sejam punidos com os rigores da lei.