Demandas do setor empresarial de Itabuna foram discutidas em encontro

 


Foi com o objetivo de discutir as demandas do setor empresarial de Itabuna que o pré-candidato a deputado federal Wenceslau (PCdoB) se reuniu com o pré-candidato ao governo do Estado, Jerônimo Rodrigues (PT) e empresários da cidade, no último sábado (04/06), em Itabuna. "Nós precisamos de um novo centro industrial, da ampliação do centro industrial de Itabuna. Temos gás, temos água, temos Internet, temos rodovia, mas não temos uma área para atrair indústrias, o que é fundamental em um território como esse”, pontuou Wenceslau.

Segundo ele, com a chegada do Porto Sul é necessário ter um grande centro logístico na região. “Itabuna é cortada por duas BRs, a 101 e a 415, então é o lugar ideal para que se tenha um centro de logístico para dar suporte a toda a movimentação que vai ocorrer a partir da ferrovia e do porto”, observou o pré-candidato a deputado federal. Os empresários também destacaram a importância de se ter um representante da classe na Câmara Federal. "Somos pequenos empresários e não temos nenhum atendimento, ninguém para recorrer. Tenho saudades do tempo de Lula, quando abri o meu comércio e tive um respaldo financeiro; e hoje, a gente busca ajuda e não temos nenhuma pessoa do governo federal ao nosso lado", afirmou o empresário Chico Bateria.

Na ocasião, os empresários entregaram a Jerônimo Rodrigues, um documento com sugestões de políticas públicas para o fortalecimento dos setores econômicos na região. "Entendemos que Itabuna irá crescer ainda mais com parcerias. Nós temos que continuar crescendo e oferecendo o que há de melhor para a nossa comunidade", destacou o presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Itabuna, Carlos Leahy.

Jerônimo Rodrigues recebeu o documento na presença dos senadores Jaques Wagner e Otto Alencar, e ressaltou que, a região precisa de um governo que pense grande e junto com o povo. "Recebi um documento propositivo para compor meu programa de governo, com idéias, estratégicas e ações mais infraestruturantes, nas estradas, aeroportos, Internet, água e Porto Sul. A equipe de trabalho vai se encontrar com a equipe desses empresários para poder preparar o que existe de complementaridade para que a gente possa acolher isso. Nós temos um empresariado aqui inteligente, com a capacidade muito forte de pensar para frente. É uma região grandiosa e, por isso, o governo tem que pensar grande: o governo do Estado da Bahia e o governo federal", finalizou o pré-candidato ao governo da Bahia.